E-SIC (Serviço Eletrônico de Informação ao Cidadão)

A Cidade - Notícias

quarta-feira, 24 de outubro de 2018

DÍVIDA DO ESTADO COM A PREFEITURA DE GUAXUPÉ ULTRAPASSOU OS R$14 MILHÕES NESTA SEMANA

DÍVIDA DO ESTADO COM A PREFEITURA DE GUAXUPÉ ULTRAPASSOU OS R$14 MILHÕES NESTA SEMANA
Situação deverá se agravar pelos meses de novembro e dezembro
 
A Prefeitura de Guaxupé, através da Secretaria Municipal de Finanças, divulgou na manhã desta quarta-feira (24) os valores atualizados referentes à falta de repasse do Governo de Minas para o Município. Num total de R$14.170.114,32 (quatorze milhões, cento e setenta mil, cento e quatorze reais e trinta e dois centavos) a atenção está voltada, principalmente, às áreas de Educação e Saúde, que juntas, chegam a mais de R$11,5 milhões.
 
A falta de repasses do Governo do Estado tem preocupado o prefeito Jarbinhas, que apesar das dificuldades encontradas, tem até a presente data conseguido manter as contas da Prefeitura em dia, assim como o pagamento dos servidores públicos municipais.
 
De acordo com o prefeito, é esperado que o Governo de Minas não consiga reestabelecer os repasses, uma vez que o atual governo, que tentou reeleição, foi derrotado nas urnas: “Se a situação estava ruim para as Prefeituras antes das eleições, onde o Governador Pimentel tentava sua reeleição, imagina agora que ele saiu derrotado. A situação financeira só tende a se agravar pelos próximos meses, pois sabemos que o Estado não tem condições financeiras de fazer os repasses às Prefeituras, assim como não tem para pagar em dia os servidores que já não aguentam mais tanto descaso. A situação é lamentável e está colocando as cidades mineiras a beira de um caos”, falou Jarbinhas.
 
Dívida total no Estado chega à R$9,4 bilhões
 
A dívida do Governo do Estado de Minas Gerais com os municípios chega à cifra R$ 9,4 bilhões, de acordo com o último levantamento da Associação Mineira de Municípios (AMM), realizado no dia 17 de outubro de 2018.  Mesmo com as várias promessas, o Estado não quitou os repasses atrasados e voltou a atrasar o ICMS e o Fundeb semanal das Prefeituras mineiras.