E-SIC (Serviço Eletrônico de Informação ao Cidadão)

A Cidade - Notícias

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

PREFEITURA ENVIARÁ À CÂMARA PROJETO DE LEI QUE PROÍBE FOGOS DE ARTIFÍCIO EM EVENTOS DO GOVERNO EM GUAXUPÉ

PREFEITURA ENVIARÁ À CÂMARA PROJETO DE LEI QUE PROÍBE FOGOS DE ARTIFÍCIO EM EVENTOS DO GOVERNO EM GUAXUPÉ
Além da economia financeira, projeto visa o bem estar humano e de animais
 
O prefeito Jarbinhas apresentará à Câmara de Vereadores um Projeto de Lei que proíbe o Governo Municipal a adquirir fogos de artifícios para ser utilizados em eventos como inaugurações de obras, aniversário da cidade, réveillon, entre outros. A Prefeitura de Guaxupé utilizou fogos de artifícios pela última vez durante eventos em 2015. O Projeto de Lei que será enviado para análise e aprovação dos vereadores tem como objetivo minimizar os problemas causados em pessoas pelo forte estrondo, que podem chegar a ter taquicardia, e a animais, que têm a audição mais sensível que os humanos, bem como economia aos cofres públicos.
 
De acordo com o prefeito o que se espera é que a Prefeitura de Guaxupé seja exemplo para as demais pessoas e até mesmo a outras cidades, tendo em vista a diminuição dos problemas provocados pelo barulho dos fogos: “É algo que atinge idosos, bebês, além dos animais. As pessoas com autismo têm muitas dificuldades. Com barulho intenso elas precisam de acompanhamento pois entram em pânico”, disse.
 
O veterinário da Prefeitura, Marcelo Pedroza ainda ressaltou que normalmente os animais, especialmente os cães e gatos, são os mais afetados porque possuem a audição mais aguçada que a dos humanos e, consequentemente, são mais sensíveis ao barulho: “No caso dos animais, no desespero, há risco de atropelamentos. Muitos, quando estão sozinhos podem se ferir. Os fogos causam transtornos para muitos cidadãos”.
 
Ainda segundo Jarbinhas, não adianta o Projeto de Lei proibir de forma geral o uso de fogos de artifício na cidade, pois seria uma lei desrespeitada por algumas pessoas. O que vale é a Prefeitura dar o exemplo de não utilizar fogos e aguardar que a população faça uma reflexão sobre o uso ou não de fogos de artifícios com estampidos durante comemorações: “Imagine uma partida de futebol onde sabemos que há comemoração com fogos de artifício? Em vários pontos da cidade tem pessoas que comemoram soltando foguetes. É impossível a Prefeitura fazer a fiscalização disso. Por isso este Projeto de Lei que enviaremos à Câmara diz respeito único e exclusivamente sobre a proibição do Governo Municipal em adquirir e utilizar foguetes em eventos do Executivo Municipal. Acredito que o exemplo também seja uma ferramenta para construirmos uma cidade cada vez melhor para se viver!”, finalizou.