E-SIC (Serviço Eletrônico de Informação ao Cidadão)

A Cidade - Notícias

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

LINHA AÉREA DE GUAXUPÉ PARA BELO HORIZONTE FOI NOVAMENTE CANCELADA

LINHA AÉREA DE GUAXUPÉ PARA BELO HORIZONTE FOI NOVAMENTE CANCELADA
Comunicado da CODEMGE foi feito para a Prefeitura nesta quarta-feira
 
A Prefeitura de Guaxupé recebeu na tarde desta quarta-feira (13) um ofício da CODEMGE – Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais do Governo de Minas onde o diretor de serviços, Willer Furtado, informa que apesar dos esforços conjuntos das Prefeituras de Piumhi, Passos e Guaxupé, a procura e ocupação do “Voe Minas Gerais” nas cidades não apresentaram resultados necessários para a manutenção e por isso o projeto está sendo cancelado. A retomada dos voos aconteceu no dia 15 de janeiro e se encerrará no dia 22 de fevereiro, pouco mais de um mês da retomada das atividades.
 
“O Voe Minas Gerais é uma iniciativa de fomento ao transporte aéreo regional e tem como fundamento a flexibilidade das rotas, que são criadas e adaptadas para responder às necessidades de cada região, de maneira a garantir o atendimento e, ao mesmo tempo, à sustentabilidade do projeto conforme debatemos em reunião que aconteceu em Belo Horizonte em dezembro do ano passado”, disse o diretor em seu ofício à Prefeitura.
 
Para o prefeito Jarbinhas, todas as exigências para que Guaxupé pudesse ter a linha aérea foram atendidas pela Prefeitura: “Desde quando iniciamos as tratativas com o Governo de Minas, fizemos tudo que estava em nosso alcance para que Guaxupé pudesse receber esta linha aérea ligando nossa cidade à capital Belo Horizonte. No entanto, a procura de passageiros foi baixíssima, uma vez que os guaxupeanos e também pessoas da nossa região tem o costume de ir à cidades como Campinas e São Paulo e não a Belo Horizonte”, explicou.
 
Guaxupé - São Paulo
Ainda segundo o prefeito, nos últimos meses o Governo Municipal tem trabalhado para que uma linha aérea possa operar em Guaxupé ligando à capital São Paulo: “Tenho absoluta certeza de que se conseguirmos efetivar uma linha aérea para Campinas e São Paulo, a procura será bem maior. A Secretaria de Segurança, responsável pelo aeroporto, já está trabalhando nisso, em contato com algumas empresas e esperamos que haja o interesse delas para iniciar os trabalhos em nossa cidade”, comentou Jarbinhas.